Comissão de Seguridade Social e Família aprova proibição do uso de jalecos fora de unidades de Saúde

O jaleco é um acessório criado para a proteção do profissional da área de saúde, protegendo-o da contaminação de sua roupa e pele por agentes patológicos, biológicos ou químicos, durante os atendimentos, procedimentos ou experimentos. Este deveria ser utilizado exclusivamente nas unidades de saúde ou laboratórios, mas o que vemos hoje em dia é uma verdadeira quebra da cadeia de biossegurança por parte de profissionais “porquinhos” que insistem em utilizá-los nas ruas, restaurantes próximos aos hospitais e até mesmo saindo de casa já com o jaleco para ir trabalhar. Essa prática nociva facilita o transporte de micro-organismos, levando esses agentes patológicos para passear (de dentro das unidades de saúde, como hospitais e consultórios odontológicos, para o meio exterior, como do meio exterior para dentro das unidades de saúde). Mas o importante é que os dias dos profissionais “porquinhos” podem estar contados. Profissionais de Saúde que saírem de seus locais de trabalho portando jalecos podem ser multados. Esta é a proposta do Projeto de Lei (PL) 1.999/2015 aprovado pela Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) nesta terça-feira (15), na forma de substitutivo da deputada e relatora Conceição Sampaio (PP-AM).



Fonte: https://www2.camara.leg.br/atividade-legislativa/comissoes/comissoes-permanentes/cssf/noticias/arquivos-noticias-2015/seguridade-aprova-proibicao-do-uso-de-jalecos-fora-de-unidades-de-saude

0 visualização0 comentário